Ponte de S. João

Inaugurada no dia do padroeiro da cidade do Porto, em 1991, veio substituir a vetusta ponte ferroviária Maria Pia, sendo um autêntico primor da arquitectura de pontes. A sua construção prolongou-se por sete anos e teve o apoio estrutural permanente do Laboratório Edgar Cardoso, engenheiro responsável pelo seu projecto. Tem particularidades tão interessantes como ter mais de um quilómetro de comprimento; os seus pilares serem ocos e ter elevadores que permitem inspeccionar toda a sua estrutura; e o facto de a primeira maquete dos seus dois pilares ter sido esculpida em cenouras, a partir da qual se fizeram os cálculos estruturais.